Visão global e pessoal, sobre temas da actualidade Nacional.
publicado por João Ricardo Lopes | Sábado, 05 Setembro , 2009, 14:35
Não seria de esperar um debate crispado entre José Sócrates e Jerónimo de Sousa.
Sócrates percorreu o tempo do debate defendendo as políticas implementadas e que são alvo da crítica do PC. Insurgindo-se contra o facto de estar sempre o PC a criticar e nunca defender nenhuma das politicas do PS.
Em resposta , J. Sousa salientou o facto de que o PC rejeita tanto as políticas como os seus executores.
No plano das políticas laborais, foi onde J. Sousa marcou pontos ao lembrar as alterações trazidas pelo novo código laboral. No que este trouxe de retrocesso para os trabalhadores. Sócrates contra -pôs lembrando o alargamento do período de pagamento do subsídio social de desemprego de 6 meses para um ano.
No campo da educação, ficou no ar a ideia que Sócrates sabe que errou ao tentar impor modelos de avaliação e tenta agora reparar o erro. Jerónimo atacou por essa vertente, ao confrontar Sócrates com a realidade dos milhares de professores que vieram para a rua vindos de todos os quadrantes políticos. Pelo meio, Sócrates afirmou ser importante a existência dos Sindicatos, mas que estes não estejam ao serviço de outros interesses que não os dos seus associados, numa clara alusão à CGTP. Esqueceu, talvez, que existe uma UGT.
Ficou muito por dizer, e acho que a moderadora, ou estava a dormir ou tentada a não complicar a vida ao PM.
Pelas atitudes apresentadas e pela postura, sou tentado a dar um vitória tangencial a Sócrates.
Resultado: Sócrates 2 - Jerónimo 1. Três pontos para Sócrates que para já reparte com Portas a liderança da tabela.

mais sobre mim
Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

14
15
16
17
18
19

21
22
24
25
26

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO