Visão global e pessoal, sobre temas da actualidade Nacional.
publicado por João Ricardo Lopes | Segunda-feira, 09 Janeiro , 2012, 21:41

Antes de qualquer outra coisa, pretendo reafirmar, para quem ainda tenha dúvidas ou desconhecimento, o meu posicionamento político. Sou do CDS desde a sua fundação!

Dito isto, passo a expor a minha indignação sobre o que tem feito, a meu ver, de mal este Governo liderado pelo Dr. Pedro passos Coelho e, por consequência, pelo PSD.
Não consigo perceber a necessidade ou utilidade da retirada dos subsídios de Natal e férias aos funcionários públicos e por arrasto aos demais trabalhadores. Antes do Orçamento de Estado era imperioso, não havia margem de manobra. Menos de 48 horas volvidas, existia um excedente de cerca de 2.5 mil milhões de euros...
Passos Coelho, durante a campanha eleitoral, prometeu não aumentar impostos. Passada a tomada de posse, foi o que se viu...impostos aumentados em toda a linha. Electricidade, gás, transportes...recentemente, o IVA nos alimentos, comunicações, enfim...
Continua depois o PM, Passos Coelho e seus acólitos, o chorrilho de incongruências. Primeiro através do Secretário de Estado da Juventude, que incita os jovens à imigração...inconcebível! O PM diz aos professores, mal, que o melhor será procurar trabalho nos PALOP'S, impensável! Mas não fica por aqui a cegueira governamental .
Na senda de tudo fazer para cumprir, e mesmo ultrapassar o estabelecido no memorando da Troika,  entrega-se à uma empresa estatal Chinesa os destinos da EDP. Uma das empresas, senão a maior, a produzir riqueza em Portugal. Cria-se uma lei ( mesmo que ainda projecto) para o mercado de arrendamento que tem tudo para ser mais um fiasco. E ainda outras medidas com pouca ou nenhuma consistência ou com eficácia comprovada. Aumento de meia hora na atividade laboral, aumentos nas taxas moderadoras, o dá e tira constante de apoios (subsídios), e um nunca mais acabar de idiotices...
Mas como uma desgraça nunca vem só, eis que surge , ontem, a notícia das nomeações para o conselho geral e de supervisão da EDP, onde os Chineses assumirão a vice-presidência. Eduardo Catroga, Braga de Macedo, dois antigos ministros do PSD, e Celeste Cardona, antiga ministra e actual conselheira nacional do CDS.  Da lista proposta pelos accionistas para este órgão, consta também o nome do empresário Ilídio Pinho e de Paulo Teixeira Pinto, outro antigo ministro de um Governo de Cavaco Silva.

António Mexia, atual presidente do conselho de administração da EDP, não comenta...diz ser um assunto que apenas respeita aos accionistas externos da empresa. os habituais comentadores, "fecham-se em copas"...poucos arriscam uma tomada de posição.
Poderemos até considerar válido que os "accionistas" tiveram tão por si só a ideia da escolha. Mas é muita coincidência que a escolha recai, em partes iguais, em pessoas que representam de alguma forma, os partidos que compõem a atual maioria. Parece-me no entanto claro, que o despudor tomou proporções inauditas.
É claro que estas escolhas, nomeações ou seja lá o que for, têm mãos do Governo e, em particular do PM. Ingenuidade e falsa modéstia não ficam bem nesta altura do campeonato.. Digamos portanto, que tudo parece encaminhar-se para uma sessão de prémios...de atribuição de recompensas por serviços e favores prestados..
Entristece-me que assim seja. Que assim continue a operar a nossa classe política. Entristece-me que a palavra dada, seja cada vez mais esquecida, desrespeitada. Que as declarações proferidas em tempo eleitoral, caiam em "saco roto"  assim que ocupados os lugares na governação. Entristece-me que o CDS participe destas jogadas de bastidores. Porque não posso entender nem aceitar que quem tanto condenou atitudes semelhantes no passado         ( não muito distante ) e sirva agora de capacho do PSD apenas e só porque quer a todo o custo permanecer no Governo. Julgará Paulo Portas que colherá louros de tal situação. Nada mais errado.! Quando tudo estiver mal, será do CDS  a culpa. Na hora da eventual comemoração, Os louros serão todos reclamados pelo PSD. Foi assim no passado, será assim no presente e mesmo no futuro, seja ele qual for. Lembram-se da AD?
Promova-se a cargos dirigentes gente de valor e com idades compatíveis a um bom desempenho. Não se promovam sempre os mesmos. Mesmo que estes sejam, indubitavelmente competentes, mas que já ocuparam lugares de destaque na vida nacional e, por via disso, colhem já os "frutos". Quem tanto fala de divisão equitativa, deveria aplicar essa norma em pleno.
Haja pudor meus senhores!

mais sobre mim
Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO