Visão global e pessoal, sobre temas da actualidade Nacional.
publicado por João Ricardo Lopes | Sexta-feira, 18 Maio , 2012, 22:42

Estou, como muitos estarão, preocupado com o rumo da vida interna portuguesa.
Vivesse eu num mundo isolado de qualquer forma de comunicação e, ao ouvir falar os nossos governantes, pensaria que em Portugal a vida decorre sem sobressaltos. Porém, e felizmente, não vivo isolado. Antes rodeado de muita informação, tenha ela boa ou má qualidade...seja ela isenta ou nem por isso.



Temos mais um "caso" na nossa sociedade. Agora, é a discussão sobre a recolha ou não das células estaminais.
Até posso conceber que assim seja. E até sei o quão essa "preservação" é importante. O que já não me parece tão racional, é que num momento de tão grandes dificuldades económicas se aja de modo a  exercer pressão sobre os casais (os mais jovens em especial) que pouco ou nada têm ao iniciar uma vida a dois, quanto mais terem de viver com o "peso na consciência" de  não terem procedido à recolha das referidas células. De não terem provido à proteção dos seus filhos.
Tanto quanto sei, não é uma operação que seja pouco onerosa e, por consequência, muito pouco acessível.  Depois, há o problema, porque disso se trata, de saber quem vai GUARDAR tão precioso bem. Pois...quem vai guardar?
Deverá essa jóia única ser guardada e protegida por Privados ou pelo Estado?
Que garantias existem de que a preservação é duradoura, para não dizer eterna? Que garantias para os eventuais e possíveis problemas que surjam? Quanto custa? Quem paga? Que proteção? Que garantias?
Mas o que me deixa ainda mais perplexo, é a enorme insensibilidade latente. Dá arrepios!
Discutir se a empresa que lançou e promoveu a campanha, agiu de forma mais ou menos ética...é patético. Tão patético como o foi a discussão sobre a campanha o Pingo Doce, ou outra qualquer campanha do género. Tão patético, como as publicidades da Zon, da Cabovisão, da Meo, da Ótimus ou TMN e tantas outras...mas destas, porque de consumismo se trata, ninguém fala! A empresa agiu numa perspetiva de mercado. Num mercado difícil e concorrencial, onde apenas os mais fortes e hábeis sobrevivem.
A constante e incontornável hipocrisia que nos acompanha e consome todos os dias, todas horas e minutos da nossa vida, deixa-me agoniado, transtornado até. A mesma hipocrisia que nos impede por vezes de sermos críticos isentos. A mesma hipocrisia que nos deixa amarrados a preconceitos sem sentido.
Sejamos claros!  Sejamos sérios!
Que bom seria, termos um país capaz de prover situações deste género. Que bom seria termos um verdadeiro e eficaz  Serviço Nacional de Saúde.
É cada vez mais tempo de unirmos esforços e não de criarmos desuniões. É tempo de de pensarmos como resolver os graves problemas que nos afligem...desemprego, incumprimentos, doenças...
Sensibilidade e bom senso... precisa-se!






células estaminais a 23 de Julho de 2012 às 14:16
Banco de Criopreservação, Células Estaminais, Cordão Umbilical

mais sobre mim
Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO